quinta-feira, 27 de maio de 2010

Muito bom...



Now back to me? Isn´t that amazing??
Isaiah Mustafa é o actor

E vamos aos vencedores

1º LUGAR : Jennifer Aniston (41 anos)








2º LUGAR : Angelina Jolie (34 anos)


3º Lugar (1 voto): Cameron, Gwyneth e a Kate

Em último ficaram as minhas favoritas (LOL) A Debra e a Alexis... E a Julia, como se foram esquecer da pretty woman??

Agora vou ligar à Jen pa lhe contar, que aqui no Scrubs derrotámos a Angie!! Ela vai ficar eufórica!

A morte

A morte... Que palavra... que significado...
Nunca tive medo de morrer, desde que sei o que a morte significa. Nunca tive medo de não chegar ao destino, sempre achei que a vida não é só isto. Sempre achei e ainda acho, que o local para onde vamos a seguir a esta vida material é muito melhor, é um local onde a mentira, a competição e o interesse não existem, porque não há dinheiro envolvido no processo, o que facilita tudo (e complica tudo cá no andar de baixo).
Sempre tive medo de matar alguém, por negligência, acidentalmente. Tenho uma paranóia com passadeiras quando conduzo, porque não conseguiria viver comigo mesma se algum dia roubasse a vida a alguém e não tenho dúvidas em dizer que se provocasse um acidente preferia ser eu morrer, mas 1000 vezes. A culpa sugarme-ia a vida aos poucos.
Mas se nunca tive medo ou receio da minha morte, sinto-me completamente aterrorizada com a possibilidade da morte das pessoas que mais amo. Completamente aterrorizada mesmo já passei noites inteiras sem dormir com este medo que me paralisa e a ouvir à porta dos quartos, para ver se as pessoas estão a respirar (isto até deve ter um nome de um síndroma qualquer). Mas sei e admito que isso é um pouco egoísta, porque se eu acredito que lá em cima é um local de reencontro, não fazia sentido este medo todo, se não fosse o meu egoismo. Por ex. para explicar melhor, a minha avó perdeu o marido, com cinquenta anos. Namorou com ele durante 14 anos e estiveram casados 22. Eles amavam-se com um amor que hoje não existe, de tal forma, que passados 24 anos da sua morte ela continua a sentir a sua falta como se tivesse sido ontem. Eu acredito com todas as forças do meu ser que quando ela partir (daqui é 78923919103639404836123465850 biliões de anos) ele vai lá estar, de braços abertos à espera dela, e juntamente vão estar todos os outros familiares, e os pais e os amigos dela vão estar lá a recebê-la em festa.
Ainda assim continuo a querê-la ao pé de mim, por muitos e longos anos, com saúde e lucidez ao meu lado a apoiar-me a rir-se das minhas loucuras e devaneios, a chamar-me a alegria da casa, a dizer-me que sou o seu amor pequenino, e a sofrer e a chorar com as minhas derrotas. Quero as comidinhas dela e quero tomar o nosso cafézinho diário por mais 100 décadas.

Amanhã vai correr tudo bem minha princesa. O amor supera tudo. E eu sou egoísta sabes? Quero-te aqui.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Vamos lá a votar aqui no Scrubs, que temos muita gente empatada!!

VOTEM (comentem) AQUI!!! Digam de vossa justiça que está tudo empatado no 2º lugar!!

A responder à minha querida América Profunda, esta mocinha é a minha preferida! Acho-a mesmo LINDA LINDA LINDA!!

Alexis Bledel (Rory (crescidita) das "Gilmore Girls")


Questionário 1. A gaja

Quero que me respondam, qual a mais gira? (o questionário 2 é o gajo... o melhor para o fim ;))

Kate Hudson





Sandra Bullock

























Cameron Diaz
























Jennifer Aniston






















Angelina Jolie
























Debra Messing
























Julia Roberts



















Gwyneth Paltrow





















Alexis Bledel

terça-feira, 25 de maio de 2010

Toda a mulher que é mulher...


Viu o sexo e a cidade... Toda a mulher que é mulher sonhou passear pelas ruas de NY com uns louboutin no pezinho (ou uns Manolo Blahnik vá) e uma Louis vuitton na mãozinha! Verdade? Toda a gente queria sair à noite em Manhattan, num básico da Chanel e bebericar um Cosmo!

Toda a gente já teve um Mr. Big na sua vida... Nem toda a gente teve um Mr. Big que virasse little sweet, mas muita gente queria ter... Eu não sou excepção!! Ás terças feiras à noite era certo eu e a minha (ex) melhor amiga viamos Sex and the City na sic e dizíamos : "Opah, pois é"... "E já viste não sei quê"... "Vês eles são todos assim"... "Vamos emigrar para NY"...

Mas...

A minha série de eleição nunca foi esta... A melhor série que vi até hoje e na qual era addicted chama-se : "Will & Grace". O que eu gostava de ver aquilo! Era uma coisa sagrada! Vi na FOX e voltei a ver na Sic Mulher cada episódio. Dava para rir, para chorar e para nos identificarmos com uma das atrizes que mais gosto e que acho linda a Debra Messing. A cumplicidade da Debra e do Eric McCormack, era uma cena do outro mundo e o que gargalhava com a Megan Mullally e com Sean Hayes é inexplicavel. Ainda hoje vejo os bloopers no you tube e morro a rir! A proximidade entre os actores era extra mas extraordinária. Depois porque ter um amigo como o Will é extraordinário, eu já tive um! Não era gay e infelizemente por circuntâncias da vida não somos tão próximos, apesar de nos adorarmos profundamente. Eramos super cumplices, bastava um olhar e lançavamos uma gargalhada, ou olhávamos em frente, porque já tinhamos percebido tudo, bastava mesmo só um olhar.
Pois é... Confesso que não sou uma rapariga Sex and the City... sou uma rapariga Will and Grace... E em comum temos sempre NY =)

A piroseira baixou no Scrubs

É tão bom ser pequenino, ter pai, ter mãe, ter avós

Ter esperança no destino, e ter quem goste de nós

(...)

Vem cá falemos a sós, dum caso sentimental

Quero dizer-te o que vale, ter pai, ter mãe, ter avós


Ter avós afirmo-te eu, perdoa as imagens minhas

É ter relíquias velhinhas, e ter mãe é ter o céu

Ter pai assim como o teu, te dá o pão e o ensino

É ter sempre o sol a pino, e o luar como rouxinóis

Triunfar como os heróis, e ter esperança no destino

(...)


A gente a fazer maldades, e ter quem goste de nós


nao faço ideia como hei-de pegar nisto... ajuda = zero

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Coisas...


A Rita F.R. essa grande querida das manhãs tugas, grande fofa, grande filhinha do papá e grande riquinha-desde-o-dia-que-pôs-o-pé-no-mundo estava hoje feliz e animada, porque a senhora da Deco ia lá com novidades frescas e airosas sobre como fazer compras!! A Rita era a felicidade em pessoa! Sabem porquê? Não? Não vêm programas da manhã? Isso é inadmissível! Estão no vosso trabalho e não estão a fazer uma tese péssima? Tough luck !!;)

Mas como ia dizendo a Rititi estava contente porque a senhora da Deco ia explicar como se poupa nas compras. A Ritinha confessou que ontem enquanto preparava a entrevista descobriu que :

a) os produtos mais baratos não estão ao nível dos nossos olhos (claro que não fofinha, porque achas que não podemos ir de calça de cintura descaída para o supermercado? Anda,os sp de rabo para o ar)

b)é melhor não irmos com fome e levarmos uma lista (yuppi! ninguém sabia, pois não? Ela não!)

c) (a melhor) Quando a senhora da Deco diz que nas etiquetas dizia o preço por kg e por L, foi o êxtase para a pessoa: "Mas diz lá nas etiquetas?" hum hum !!
No coments...

domingo, 23 de maio de 2010

Ora a mensagem da semana (ponham os cintos)




( foto da net)


Bem, o que se passa é o seguinte... Esta semana é BIG DEAL... É big deal porque:

a) Tenho que acabar a tese até quarta e não faço a minima ideia como, falta-me material, que pessoas me deviam enviar. Pessoas supostamente importantes, pessoas que me deviam ajudar, os denominados orientadores estão a c******* para isto o que significa que vou começar a inventar, e depois antes de segunda-feira que vem (que é quando tenho que entregar), no Domingo lá para as 4h da manhã ligam o complicómetro e percebem que está tudo mal e que preciso refazer tudo e então nessa altura refaço, faço directa e quando imprimir e encadernar leio e apercebo-me que tenho mais erros do que palavras...

b) A minha princesa vai fazer o tal exame a Lisboa, e esse exame vai dizer muita coisa, o que NÃO vai dizer é coisas más, vai dizer que está tudo bem, que talvez haja sim uma pequena alteração, mas nada que exija válvulas mecânicas ou porcinas, cirurgias tão pouco, nem anginas de peito instáveis, NADA disso, nem tão pouco haja necessidade cateterismos apenas da toma de um comprimito diario, tipo beta bloqueante ou assim, e se possivel nem isso.

Portanto e concluindo:
Estou a lixar-me para a tese, porque ESTÁ TUDO BEM COM A MINHA AVÓ, tem que estar, para a semana de 24 a 30 de Maio ficar marcada no calendário só e apenas como a semana em que terminei a tese e em que a minha avó, a minha menina fez um exame xpto que revelou que tudo estava bem, e o meu coração pode deixar de viver no T0 onde está a morar desde 6ª e voltar à sua casinha, ao seu T3 espaçoso e bonitinho.

E é isso,

BOA SEMANA a todos!!

A minha? VAI ser EXCELENTE






Tenho-o dito.



Ah ... Esqueçam tudo... a Sofia Cerveira ganha... no decote, porque no resto... enfim não lhe posso chamar bitch



E começaram as mamas da Vanessa Oliveira oh que disparate os globos de ouro...


Bitch...

sexta-feira, 21 de maio de 2010

A minha avó é a minha princesa. Cuidou de mim até aos 5 anos. A minha mãe e o meu tiveram que trabalhar muito, muito para termos o que temos hoje, para vivermos sem preocupações. Nunca senti a falta deles enquanto crescia, até aos 5 anos, porque eles vinham todos os fins-de-semana e férias e estavam comigo 24 horas, quando estavam presentes estavam presentes. Por isso e por ela tive uma infância normal. Todos os dias, todas as noites, todas as febres, todas as dores de dentes, de ouvidos, de barriga era ela. Todas as birras descomunais era ela. Todas as brincadeiras e teatros e histórias, era ela.
Agora ela está doente, do coração, fomos ao cardiologista. Algo se passa. Tenho medo. Acho que o amor que sinto por ela é semelhante ao que se sente por um filho, ela é a minha pequenina, é inocente e indefesa, quero protegê-la de tudo. Amo-a muito. Se lhe acontecer alguma coisa, não tenho dúvidas que não aguento.
Tenho o meu coração tão apertado, preferia 1 bilião de vezes que fosse o meu que estivesse maluquinho.
Estou triste.
E ontem quando estive "aí" rezei tanto para que estivesse tudo bem com ela, tanto.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Bem, hoje o dia acaba aqui.
Amanhã começa ás 5h, restam-me umas 3 horas de sono.
E até as 16h o dia é só meu.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Lá para as 5h30...
شجاعة

Pois que não

Pois que não tenho tido tempo de, como diz a Leana, visitar as vossas casinhas, de as ler em condições e comentar. Estou a tentar cumprir os meus prazos, e não esta a ser facil...
Sei que sentem desesperadamente a falta dos meus comentários deveras inteligentes (BIG LOL), mas por cá estamos a ouvir o tic tac que não pára!!!

hugs and kisses

terça-feira, 18 de maio de 2010

Esta vida

Esta vida ás vezes é injusta demais, injusta demais.
Existem dois tipos de pessoa.
Pessoas que no dia de ano novo não pedem mais do que saúde e paz. Não usam as doze passas, não sobem em cadeiras não fazem alaridos, apenas pedem, para dentro, numa voz muda e com um sorriso nos olhos: saúde e paz. Não porque são tristes não porque condenem as atitudes mais efusivas, talvez seja porque não gostam de passas, ou talvez seja por querem multiplicar esses dois desejos por 12, por cem, por mil. Talvez já tenham chegado a uma altura da vida em que por muitos acontecimentos e situações lhes foi mostrado que isso é o que mais importa, que o dinheiro, que os carros as casas e as roupas não trazem felicidade a ninguém.
Talvez porque com saúde e paz tudo o resto seja possível, talvez porque aquele sorriso nos olhos diga mais do que alguém pode perceber, talvez porque essa pessoa tenha nascido assim, sóbria, distante, imperfeita, mas a acreditar na simplicidade das coisas.
Depois há as pessoas efusivas, que escutam as doze badaladas e para cada uma têm um desejo um desejo uma badalada, um desejo uma badalada e assim, até chegar ao doze, em cima de cadeiras com as passas, as notas na mão as cuecas azuis ou vermelhas, seja qual for o credo pagão que sigam, pedem o seus desejos, sem contenções gritam e riem alto. Pedem dinheiro, sucesso no emprego, aquela promoção, pedem paixão e aquela viagem, muitos pedem também saude e paz.
Quem verá os seus desejos realizados, aqueles desejos que pedem no dia de ano novo, aqueles pelos quais se reza na igreja ou baixinho antes de dormir, quem verá os seus sonhos tornarem-se realidade?
Quem pediu no dia de ano novo, que o seu ano trouxesse a morte e a desgraça à sua vida? Quem pediu os problemas de saúde que lhe apertam o coração? Quem desejou perder o emprego? Quem os desejou, quem os pediu? Ninguém.
Quem vê os desejos realizados? A quem acontecem as tragédias? E porquê?
Acontecem a quem pede humildemente, baixinho? Ou acontece a quem pede efusivamente e com alegria?
Quando se entra num novo ano nuncase sabe o que nos espera, o que terá acontecido até ao outro Dezembro? Será esse ano um ano que vai ficar para sempre marcado no nossa memória, por coisas fantásticas ou não? Não sabemos nunca.
A quem acontecem as tragédias que mudam vidas inteiras para sempre? E porquê? Quem é que pensou dizer rapidamente adeus ao marido numa manhã qualquer igual a ontem e ante-ontem, como sendo a última vez em que o iria ver? Quem se lembra disto numa manhã em que tudo está a correr mal? Quem se lembra de numa pressa e correria dizer áqueles que amamos, até logo e gritar não te esqueças que te amo! Na realidade não acontece só aos outros, naquela notícia distante no jornal, as vezes acontece perto de nós, tão perto que assusta. Sentimos medo, e repensamos as coisas. Não acontece só aos outros e não podemos viver com medo, porque viver com medo não é viver, não vamos fazer isto conscientemente, mas vamos colocar isto lá atrás no subconsciente, não vamos assumir como garantidos aqueles que pertencem ao nosso mundo, aqueles pelos quais daríamos a vida, cada um dos nossos dias.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Lição aprendida hoje

Ser cínica e ter falsos moralismos é que é. Dizer mal nas costas? Porreiro! Dizer que não concordamos com alguma coisa? Julgamento em praça pública, fuzilamento, ser queimada na fogueira.

Guess what?

Ser cínica não sou. Pobrezinha que mora muito longe, nem por isso. Mudar a minha maneira de ser por outrém? Not gonna happen

Like it? Great.
Don't like it? Great.

Vamos lá ser crescidinhos. dasse (again)
"Life is hard. After all, it kill you."

domingo, 16 de maio de 2010

Que boazinhas que estamos

Esta gente põe-me doente. Nunca foram com a cara dela, nunca. Dizem mal dela sp que podem. Mas dp são fofas como o mel com essa pessoa. Quando lhes pergunto porquê ficam surpreendidas como se eu fosse doida. Olha poupem-me! E eu chamo amiga a esta gente. Se fossem para a p*** que as ***** ganhavam mais.
Isto realmente, que boazinhas que andamos. A auréola é que se vê mal, de resto são umas santas. dasse
P.S: Desculpem a falta de tempo, para vos comentar e comentar os vossos comentarios, isto tem andado uma loucura. beijos para quem lê

sábado, 15 de maio de 2010

Uma profissão


Andava eu no 6º ano e o nosso professor de história plus director de turma perguntou a cada um dos pimpolhitos o que queriam ser quando fossem grandes...
Aqui a pessoa era um anjo (de dentes tortes e cabelo esquisito, muito esquisito... continua até), queria ser pediatra e salvar as crianças doentes dos paises pobrezinhos (e continuei a querer até saber que tinha que ver, tocar, cheirar mortos (= a ter aulas de anatomia) e foi-se-me embora a vontade de salvar o mundo), associada a essa profissão, ambicionava também ser professora de história de inglês e de música (canto como um rouxinol (com amigdalite e outros problemas severos nas cordas))... Hum? O que vos parece isto? Criança prodígio hã? Não, uma criança igual ás outras, igual a vocês de certeza... Quem queria ser astronauta? Cantora? Bailarina? E medica? E professora) E a Claudia Shiffer? Mas td ao mesmo tempo? Muita gente...

Mas continuando... Toda a gente respondeu, até que chegou a vez de um miúdo, visivelmente proveniente de uma família com baixos rendimentos e do bairro mais pobre da cidade que hoje até já é pai de filhos...daqueles miúdos que já sabiam as asneiras todas, já tinham namoradas, levavam gafanhotos (muito medo) e lagartos para as aulas enfim, já tinham a escola toda e ainda só era o 6º ano, mas não era má pessoa cotadino...


O.M.G.!!!!!! Agora vocês estão aí sentados a achar que ele disse algo que vos vai fazer ficar de lágrima ao canto do olho e a pensar no menino de classe baixa e familia humilde, mas com um coração do tamanho do mundo, com palavras mágicas que revelam os seus sonhos, que saem pela sua boquita de dentes cariados, qual herói dos tempos modernos... Bem, não sei se é esse o efeito esperado...


Continuando....A criança então lá se dignou a responder e da sua boca foram estas as sábias palavras que sairam:

- OH stôr! Quero é ser traficante de rebuçados de mentol... hehehe


Profundo hã?! Eu tentei avisar...


Este post para dizer que são 2 da manhã e ME working, ME sleepy, ME very tired e gostava tanto mas tanto que a minha profissão fosse: TRAFICANTE de REBUÇADOS de MENTOL, diz que só precisam do 7º ano, entra-se ás 9, sai-se ás 5 e ganha-se bem...

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Running out of time

(foto da net)

ou

(foto da net)

Running out of time... today but:

óptimo Fim de Semana minhas queridas

P.S: Escutem-me (leiam-me) first things first!!!! Nada de limpezas, arrumações e complicações... c***** nisso este fim de semana!! APROVEITEM, DESCANSEM SE PUDEREM
Eu por acaso não posso (lol) ... mas quem puder, be my guest ;)


BOM FIM DE SEMANA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!



quinta-feira, 13 de maio de 2010

Salvar vidas

Este texto está no bastante conhecido blog : COCO NA FRALDA.
Como concordo muito e apoio ainda mais o que está escrito resolvi postá-lo aqui na minha barraquita, que comparado com o coco é uma caganita de rato :), com esperança de alguém ler (basta uma pessoa) e divulgar, falar nisso logo ao jantar com a família ou quando for beber um café com os amigos, sensibilizar as pessoas. É só passar aqui, para ver qual o CEDACE mais próximo da área de residência. Não custa nada, caso encontrem uma compatibilidade, já não há nenhuma cirurgia envolvida, só uma doação especial de sangue e podemos salvar alguém.
Todos nós ou a grande maioria conhece alguem, tem um familiar ou amigo doente, que recuperou ou que infelizmente já partiu devido a doenças que necessitam da doação de medula óssea, como a leucemia.
Há um dia em temos de deixar de pensar só em nós e ser o herói(roina) de alguém. Hoje é o dia.

de volta

Em primeiro lugar parabéns à Rita, que tem já tem 100 seguidores assumidos, fora as outras centenas (arrisco milhares) de pequenas criaturas que a seguem na sombra, como eu já segui antes de ter aqui a barraca! Parabéns a ti, principalmente porque o que escreves é verdadeiro, e porque gosto muito de te ler e de te "seguir". Não sei o que eles te chamam lá por New York mas és uma estrela cá do nosso alentejo ;). Pronto é o meu modesto agradecimento e mensagem de parabéns para a Rita, não está melhor porque me despejaram uma litrada de soro em cima (na minha veia querida e pequenina) e outras substâncias mágicas e geladas pelos tubinhos adentro, o que pode potencialmente ter-me provocado um ligeiro edema cerebral, pk estou meio adormecida. Valha-me que estou melhor, embora cansada... A minha tese fanicou... e vou ter que continuar a trabalhar embora a vontade seja nula! Yuppi!
AH! E quero perguntar à sôdona america profunda, onde é que eu vou desencantar o espécime masculino para me acompanhar? Hum?

Mas o dia não foi só coisas más!!!!!

Também foi coisas péssimas!!!!

Beijinhos gente, que amanha o dia seja "ainda" melhor
Boa ritinha

quarta-feira, 12 de maio de 2010

OK #2

Eu estava afinal a ter um dia excelente e não tinha a mais pálida ideia!(Ocorre-me Bem feita, bem feita)
Cheira-me que a menina vai passar o resto do dia (quando decidir que não há solução e tenho mesmo que ir= a ME a espernear e a pedir socorro) no hospício, quero dizer hospital! Porquê? Porque ou tenho um espírito maligno ou alguém com uma bonequinha de vudu a dar facadinhas intermitentes e ainda só incomodativas no meu rim esquerdo, ou tenho uma cólica renal (again)... Daqui a umas horas deve doer mais e depois torna-se "não compativel com a vida" e lá vou eu dar o braço ao sr. (a)enfermeiro (a) para me colocar aquele cateter amoroso, com um liquido gelado pela minha cefálica acima!
Digam lá, digam lá!! Há algum blog mais interessante e positivo do que o meu???
BAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH
HUMPF

Desabafo (T.M.I.-too much information)

Sinto uma vida morna.
Sinto um aperto no peito que me sufoca, que rouba o ar, sinto o mundo a girar lá fora e sinto-me isolada dele, sinto a garganta apertada, tão apertada que quero gritar, quero chorar, mas não tenho força... Não vejo soluções, vejo problemas, não vejo luzes ao fundo do tunel, não vejo o fim do túnel. Sinto uma claustrofobia imensa e não me apetece sorrir, nem ser cordial, nem ser simpática. Apetece-me fechar-me numa concha utópica. Apetece-me deitar em posição fetal e fechar ainda mais a concha, trancá-la e deitar fora a chave, para não ser magoada, para não ter que ver, para não ter que fingir e sobretudo para não ter que sentir.
Sinto uma vida morna. Nunca quis uma vida morna.
NOTA: Lamento profundamente postar isto aqui, eu sei que é t.m.i., mas sinto-me melhor se escrever.
Bad day, bad month, bad year...

terça-feira, 11 de maio de 2010

Eu tenho um problema qualquer #2

Quando estou irritada (como hoje) recorro ás pastilhas. ELASTICAS do continente! E masco 3 ou 4 pastilhas de uma vez tal é a minha ira! Nunca fumei, não bebo para esquecer e tirando a fixação nas bolachas de chocolate, diria até que sou bastante normal...
O meu nome é ME e sou viciada em pastilhas elásticas... Devo ser prima afastada do Jorge Jesus... ou não.... sei lá...

Existem pastilhólicos elásticos anónimos ?
Se existirem preciso de uma madrinha e dos contactos

NOTA: ESTE POST NÃO É PARA SER LEVADO DEMASIADO A SÉRIO, NAO SE PRETENDE MENOSPREZAR QUALQUER TIPO DE ADIÇÃO
O papa está a sobrevoar Salamanca. Estou completamente em êxtase !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!WEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!!!!!!!!!!!!!!!!! Todos os meus problemas se evaporaram!!!!!!!!!!!!!!!!


P.S. Sou a única pessoa que se está nas tintas para o senhor papa?
Credo

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Sem direito a título decente


A passear pelos vossos espaços que tanto aprecio =), notei um certo clima de tensão por tudo o que era lado... Sim, o clima de tensão, desespero, desgosto e depressão começou aqui com a je... pois, que a vida hoje está igual à de ontem .... Bem sei que se a de amanhã estiver igual a hoje, quem sou eu para me queixar... Mas queixo-me! Queixo-me porque me incomoda não estar feliz, como queria estar, de não ter motivos para estar aos gritos de felicidade non stop... e é por isso que me queixo.

Depois pesquisei, será do clima? É que ficou frio por cá! O aquecedor e eu chegamos mesmo a fazer as pazes e reencontrámo-nos após meses de separação, a boa da Quechua, que todo o Tuga congelado possui também voltou ás boas comigo, e temos estado inseparáveis o dia todo...

Mas e o clima? É o clima ou não é o clima?

Segundo estudos (lol- ainda bem que não tenho uma tese para fazer e que tenho tempo para falar/pesquisar: O TEMPO), cough cough , segundo os estudos:

"Um dos motivos que faz com que todos se sintam mais felizes diante das altas temperaturas é a influência solar. Pesquisas indicam que a exposição à luz do sol estimula a produção de serotonina, dopamina e melatonina. Estas três substâncias são responsáveis por trazerem bom humor, energia e regulação do ciclo do sono.
Além das reacções químicas positivas que a presença do sol acarreta para o organismo, também existem benefícios psicológicos. No entanto, em dias em que o tempo está fechado e as temperaturas estão mais baixas, essas reacções costumam ocorrer de forma contrária. Para os especilaistas, neste período aumenta a reflexão, o desapego e a depressão."

Soluções:

"O indicado é aumentar o consumo de alimentos de origem vegetal e integral e evitar os de origem animal, refinados, açúcares, sintéticos e industrializados.
Praticar actividades físicas, no intuito de aumentar a produção de endorfinas, também é uma boa maneira de manter o bom humor em qualquer estação. O melhor a fazer é encontrar os seus talentos e dons e se divertir com eles e suas colheitas. Tudo isto para chegar ao ponto ideal, para sentir-se uma pessoa significante e em paz consigo em todas as estações do ano."

Quer dizer... Está ali a pessoa coitadinha a reflectir e deprimida... solução... uma malga de arroz integral e 1 hora na passadeira... Not really, no... (bolachas de chocolate amiguinhos, comando, mantas e sofá!!!)

Vou só ali descobrir os meus talentos e dons e já volto. Vocês? Vão libertar endorfinas pessoal!


Nota: A imagem adicionada tem carácter informativo e comprovativo da teoria apresentada de que a chuva e o frio são bastante deprimentes para toda a população de solteiros do país.
humpf


domingo, 9 de maio de 2010

Ok!!

Sim, já percebi! O Benfica ganhou o campeonato, tudo bem ... Não morro de amores, nem sequer de simpatia pelo vosso clube! Sim, sou uma das 12 pessoas no país que não é sócia, nem simpatizante, nem adepta do vosso clube, ok?
Sim, ganharam... Fizeram um bom campeonato, que fizeram.... Querem festejar, querem? Gostam de buzinar incessantemente, gostam? Pois buzinem, pois gastem toda a gasolina/gasóleo (vulgo ouro-negro-que-está-pela-hora-da-morte-e-só-de-pensar-que-tenho-que-atestar-o-carro-fico-doente) que os vossos veículos possuem, que depois o Luisito, o Filipe Vieira paga (AH não paga? Então vocês são um "bocadinho parvos"), AGORA... não me buzinem aos ouvidos ok? Deixem-me ouvir os meus próprios pensamentos e deixem o meu Kikas (também ele não simpatiza com o vosso clube) dormir! Ele hoje ainda só dormiu 28 horas, ok ? Pequenas criaturas! Pode ser? Pode?
Sim, parem de se perguntar, é mesmo dor de cotovelo!!!! E não o meu clube não é o Sporting! E não, o meu clube não é o Porto, e também não é o Rio Ave.
P.S. Já anotei as matriculas de todas as pessoas com as quais NÃO posso desenvolver qualquer tipo de relação nesta cidade!!

Agora para os Benfiquistas e para os outros comuns habitantes do planeta, a habitual mensagem de BOA SEMANA!

Aproveitem, vivam ...

Beijos
ME

sábado, 8 de maio de 2010

E vocÊs o que acham?

(foto da net)

Eu? Eu não acho nada! Quem sou eu para achar alguma coisa? Nós não temos que achar nada! A vidinha é deles, pouco me interessa que eles se comam, ou sejam namorados (a menos que eles sejam casados ou tenham namoradas (os), têm? não acompanho a vida destas criaturas).
Até percebo que não assumam, caso tenham alguma coisa para assumir, porque o mundo do futebol (eles jogam futebol, não é?) é hiper homofóbico, e nem quero imaginar o inferno que ia ser a vidinha deles! O que prova que o mundinho do futebol (e dos cavalos, já agora) é um mundo de gente que tem um espírito pobrezinho e que mora muito longe!
Agora meu grande querido (Ibrahimovic ou Piqué, não os sei distinguir), percebo que estejas enervadito, que percebo... mas a sra. jornalista estava a trabalhar, que também deve ter uma casa um marido ou esposa para alimentar, por isso dizer-lhe:" Venha a minha casa e lá você vai ver quem é o 'maricon'. E leve a sua irmã", é um bocadinho ... feio, não achas meu menino?
Também não percebo outra coisa... Porque é que esta notícia abre telejornais?
Relembrem-me lá em que século é que estamos? Hum, hum, HUM?

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Eu tenho um problema qualquer!


Eu não sou cientifica! Não sou! Isto de escrever dissertações e teses de mestrado, é bonito sim senhor, ninguém diz que não! Conhecer profundamente um assunto, até à ultima vírgula é assim revigorante e supostamente faz-nos sentir cultas e tudo! Mas não !

Pasmem-se... mas isto de estar todo o dia a olhar para o meu portatil pindérico e a tentar perceber artigos em todas as linguas do globo terrestre não me agrada... Nem consigo imaginar um trabalho assim, credo!

Sim, eu sei que tem que ser e que tenho que acabar isto, eu sei! Mas não estou inspirada! Não estou! Gosto da prática, de meter a mão na massa de andar de um lado para o outro muito atarefada, agora escrever teses de mestrado? Não me convidem, ok?

Neste momento enfardar (não chocolate, porque me fazem falta os hidratos de carbono presentes na farinha e em todas as gorduras vegetais e animais incluídas na massa) bolachas de chocolate em quantidades industriais parece-me um desafio bastante mais interessante!
Não sei, devo ter esperança que o meu rabo fique de tal forma grande, que me seja impossivel sentar seja em que cadeira for para escrever esta maldita coisa!

Se me perguntarem sobre a actividade diária das moscas por aqui pelo escritório conto-vos tudo, porque estive a observar esses bicharocos o dia todo! Também vos sei dizer que os passaritos estao a fazer um ninho no algerós da minha adorada (not) vizinha o que me deixa substancialmente feliz, porque lhe vão f**** aquela m**** toda... Enfim...


Agora digam-me: "Ai és tão mázinha! Parva da miuda, és uma preguiçosa é o que tu és, escreve essa coisa, não pode ser assim tão difícil! Raios partam esta gente!" (como se alguem lê-se isto lol)

E não é assim tão dificil ... Já mencionei que sou carangueijo, que é um signo que acarreta a preguiça na carapaça? Já?

Pronto! Eu vou-me esforçar (mais ainda), ok?


Com a esperança que esta postagem traga a catarse necessária, para o bem deste trabalhinho científico, da minha orientadora e sobretudo para o bem do meu rabo.


BOM FIM DE SEMANA!!!!!

(a quem vai ter fim de semana, not me, no :( )

Sabem aquelas pessoas... (grrrrr)

legenda: é assim que acabam as serpentes, em malinhas da J LO from the block e das amigas


Sabem aquelas pessoas? Não sei se estão a ver... Aquelas... A quem gostaríamos de transformar numa bolacha crocante de água e sal sem sal (depois das espancarmos vigorosamente com um taco de basebol ou um rolo da massa velho) e depois colocar assim duas gotinhas generosas de um topping delicioso...sei lá,ocorre-me... GASOLINA... e depois assim ... esquecermo-nos, que não deviamos fumar e foguear (porque as nossas memórias de gente decente e culta nunca foram lá essas coisas) colocando a dita bolacha perto de fósforos incandescentes, e depois só ouviamos PUFFFFFFFFF!!! A bolachinha explodia! Pois é, conto assim pelos dedos (das mãos, dos pés e dos dedos peludos do Kikas) algumas criaturas ás quais este processo alimentar servia na perfeição. Aquelas pessoas... Não sei se estão a ver... que se morderem a lingua morrem envenenadas antes de poderem dizer "Ai foi desta que me f***"...

Mas não, a essas criaturas tudo corre pelo melhor, passeiam os seus rabos disformes, os seus cortes de cabelo à vaquinha charolesa e as suas fronhas pavorosas pelo mundo, como se tivessem esse direito... E nós aqui comuns mortais, gente fofinha e amorosa e tudo e tudo e tudo temos que guardar os tacos, os rolos da massa, as garrafinhas de gasolina no armario e os fósforos, para eles poderem pavonear-se...

Agora fica o aviso à navegação. Cuidado, muito cuidado com as línguas bífidas pequenos seres, coisas riquinhas, não se trinquem pelas almas...

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Pronto... mas Yes I CAN

(foto da net)
(foto da net)
Se existiram mulheres capazes de TANTO, TANTO, TANTO, verdadeiras heroínas, tb eu VOU vencer a minha pequena guerra pessoal, para o nome da ME estar aqui!

Pois é... por hoje já chega. Os milagres da ideia luminosa e da palavra sábia e acertada não se deram... Mas amanhã... O dia começa cedo!

Beijos

ME
Plano não cumprido
Vou só ali cortar os pulsos e já volto...

Tenho que acelerar isto, mas ... to sem paciencia...
Humpf

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Plano do (resto do dia):

Acabar o diagnóstico

Cumprirei ou não? Eis a questão...

terça-feira, 4 de maio de 2010

O meu alentejo

Ao meu alentejo que está todo catita por estes dias de Primavera, está como mais gosto dele, verde verdinho...


"O Alentejo não é um amor de verão, desses que rompem súbitos e logo abalam, apressados de abalar. O Alentejo é ferida aberta no peito. Custa a rasgar-se a ferida, mas aberta nunca mais sara. Os que o amaram como mais ninguém o amou morreram angustiados de não o ter amado mais. Alguns bem terão tentado escapar às garras de tão grande paixão. Tristes de ficar, mas angustiados de partir. Ao Alentejo sempre voltando: pela escrita, pela vida, pela morte.
È preciso tempo para descobrir os segredos que a planície guarda. É como penetrar no mistério de uns olhos negros de mulher. Descobrir o rosto para lá do véu da moura. O Alentejo é ávaro em se mostrar. Descobri-lo só pode revelar um acto de inteligência. À indigência de um olhar superficial, o Alentejo opõe o desafio do pensamento. Selecciona quem o pode amar. De Miguel Torga vem esta certeza: “ Mais do que fruir a directa emoção de um lúcido passeio, quem percorre o Alentejo tem de meditar. E ir explicando aos olhos a significação profunda do que vê”. Alentejo: despido e seco. Vertical e nobre. Orgulhoso e sereno. Uma planura com colinas e mar ao lado. Provocação para a descoberta. Descobri-lo é soltar amarras e largar à conquista de solo e de suão. Espreitar a solidão dos montes. Sentir claustrofobia diante de tanto espaço. Voar no bico de sândalo de uma cegonha. Cavalgar no porte majestoso de uma abetarda. Encontrar um Alentejo imperturbável para além das influências é respirá-lo, como quem faz amor. É saber que “ o corpo ali pode ainda tocar o barro que Deus criou ”.
Nas veias desta gente navegam cromossomas de origens muitas. Do mediterrâneo chegaram a cidade e o sentido de autonomia local. Chegaram civilização e comércio. Ângulo recto e o rigor do número. Brilho, jóia e luxo. Perfume e palácio. Do norte a cruz. Debaixo da vista, perdida na distância, a planura que o homem da montanha sempre quis para si. Alentejo fenício, grego, romano, cristão e moçárabe. Uns e outros aqui misturados. Hábitos e culturas, caldeadas no regaço da mesma terra. Religiões e línguas. Sangue e mentalidades. Juntos fizeram o Alentejo. Terra de gente altiva. Com a solidão do sol. De mulheres com luas nos olhos e searas no andar. É um convite à descoberta. Sedução vir aqui. Sossegar na brisa da tardinha. Ver o passado passear de mãos dadas com a novidade e a mudança – sem que nada perturbe o jeito grande e digno de estar na vida. "

Autor: Desconhecido

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Isto há cada uma...


"...o melhor é ir ao Lidl tentar descobrir se já inventaram um amaciador para as almas, ou um filtro para a estupidez que eu lhe possa enfiar pelo cérebro adentro a ver se se cala duma vez por todas, deixa o mundo em paz e se transforma num borrifador para sempre."

adaptado de Margarida Rebelo Pinto

sábado, 1 de maio de 2010